(11) 2391-2275 - (21) 2391-7727 - (31) 2595-0730 - (32) 3026-2640 - Whatsapp: (11) 97352-2675 digital@edialog.com.br
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Avalie)
Loading...

Já ouviu falar de teste A/B? Quem trabalha com Marketing Digital deve procurar mensurar todas as suas ações para entender quais têm sido efetivas e podem ser replicadas e o que precisa ser reformulado. Se você ainda não faz isso, os testes A/B podem te ajudar. Conheça mais dessa prática e aumente a sua taxa de conversões:

teste-a-b-ilustração-do-post

O que é

Você já teve dúvida sobre qual seria a cor do botão Call-To-Action que usaria? Saiba que isso faz diferença para os seus resultados e entender qual seria mais efetivo é muito importante. O Teste A/B é exatamente isso. Diferente dos testes multivariados, o Teste A/B têm apenas uma variável com o objetivo de escolher qual a melhor opção entre as duas disponíveis. A ideia é testar e ver qual gera mais resultado.

Esses testes evitam que você tomem decisões em sua estratégia de marketing digital com base nos achismos (que definitivamente não existem). Você tem, a partir de então, números que te ajudarão a escolher qual a melhor opção.

O que testar

Sempre surge a dúvida do que testar. Será que eu posso melhorar meus resultados em e-mail marketing, landing pages e call-to-action? E é importante se questionar para que as análises sejam maduras e gerem bons planos de ação.

Se você começará seus testes A/B com suas landings pages, por exemplo, invista em testar tipo de ofertas. Quais formatos ou assuntos convertem mais visitantes em leads, e leads em clientes? Se você tiver mais experiências com este tipo de página, pode testar layouts, imagens, formulários e elementos textos.

Para e-mails marketing, os testes podem ser feitos no formato dos emails. Por exemplo, é possível testar com seus contatos de email qual tipo gera maior engajamento. Eles clicam mais em emails de um tópico só, promoções ou com newsletter? O Teste A/B te responderá essa pergunta.

Como testar

Use ferramentas especializadas para te ajudar nessa tarefa. Algumas plataformas especializadas em automação em marketing, como o Google Analytics, que é gratuito, e o Optimizely, ferramenta paga, podem ajudar. Para os emails, não é necessário usar uma ferramenta. O próprio email supre essa demanda.

É importante definir uma amostragem para garantir um número razoável de interações. Quantas pessoas irão participar do teste? Qual é um número mínimo para que o teste ocorra e gere boas análises? Reflita sobre isso e defina. Para te ajudar nessa questão, existem plataformas que calcula a significância, como a do Kissmetrics.

Como mensurar os resultados

Depois de colocar em prática o seu teste A/B, é hora de ver quais foram os resultados! Mas calma. Esse é um processo que exige cautela. Você pode até conferir o seu resultado a cada minuto, mas os resultados definitivos só serão concretos depois de um tempo. Então seja paciente para garantir a efetividade do seu teste.

Eles não demoram muito. Em questão de dias é possível mensurar os resultados e avaliar os números. No caso de e-mails, 1 a 3 é o tempo médio suficiente para obter os dados. Use as plataformas que te sugerimos para te auxiliar nesse processo, será bem mais fácil.

Não invista em diversas métricas para avaliar os seus números. Ter muitos critérios pode se tornar confuso e comprometer o seu resultado com os Teste A/B. Uma única métrica é o suficiente. Por exemplo, se você resolveu testa a efetividade das cores de Call-To-Action, a métrica deverá ser a quantidade de cliques. Apenas.

Fonte: Marketing de Conteúdo

 

Quer saber mais sobre o assunto? Leia outros textos do blog:

– 8 ferramentas para aplicar o Marketing de Atração

– 4 resoluções de Inbound Marketing para você manter em 2016