fbpx

A tecnologia transformou inúmeros processos e estratégias nas últimas duas décadas. Neste artigo, explicamos as diferenças entre o marketing tradicional e o Marketing 4.0, além de apresentarmos os principais focos desse novo conceito. 

Por que o Marketing 4.0? 

O marketing passou por enormes transformações desde sua criação. Essas mudanças ocorreram por mudanças no processo produtivo e de vendas, além de serem afetadas também por questões culturais e históricas. 

No geral: deixou de ser focado em produtos (1.0), para ser focado em consumidores (2.0) para ser focado em humanos (3.0). Mas esse conceito essencialmente trabalhava ou com o que era ofertado ou com quem comprava, ignorando elementos externos potencializadores.

O conceito do marketing 4.0 foca em como, nos tempos de explosão da economia digital, o contato offline serve como diferenciação no mundo online. 

Além disso, foca também em como as marcas conseguem misturar e flexibilizar estratégias e comunicações em cenários de alterações tecnológicas cada vez mais rápidas sem perder o cerne da empresa e seus valores. 

Por isso, o marketing 4.0 trata do balanço entre sistemas máquina-para-máquina (M2M) com humano-a-humano (H2H), uma integração entre tecnologias e as pessoas por trás das telas para alcançar uma comunicação mais clara e eficiente.

Cinco diferenças entre o marketing tradicional e o marketing 4.0

Abaixo, listamos as cinco principais diferenças entre o marketing tradicional e o marketing 4.0:

  • Estratégias customer-centric;
  • Segmentação;
  • Tipo e tom da comunicação;
  • Mensuração de resultados;
  • Fidelização.

Customer-centric: O cliente no centro

O marketing tradicional é baseado na venda de um produto ou serviço. As funcionalidades e benefícios são o principal objetivo dos profissionais. Se falamos sobre inbound marketing, o objetivo está muito além do produto.

É baseado numa necessidade real de uma audiência específica ou consumidor. O foco de tudo está no consumidor: o que os interessa, do que precisam, e o objetivo dos profissionais é satisfazer essas necessidades. 

Segmentação

No caso da escolha de público, a segmentação no marketing offline é baseada numa audiência generalizada, pois o foco está no produto e não no comprador. 

Nas estratégias digitais, a segmentação é um fator de sucesso, pois as possibilidades apresentadas pelas ferramentas de hoje são muito vastas. Com isso, surgem as personas em contraste ao público-alvo.

marketing 4.0 smartphone

O Marketing 4.0 entende que as relações humanas são potencializadas pela tecnologia e podem ser melhor aproveitadas com dados e métricas.

Tipo e tom da comunicação

Comunicação no marketing tradicional é unidirecional. Isso significa que as marcas aplicam um monólogo e tentam “vencer pelo cansaço”.

No marketing 4.0, digital e com foco no consumidor, essa perspectiva muda completamente. Agora, temos uma comunicação bidirecional e compreensiva. Os consumidores não estão mais interessados apenas no que as marcas têm a vender, mas no valor agregado, nos valores e visões.  

Da mesma forma, as empresas aproveitam o feedback quase instantâneo dos clientes e potenciais clientes para adaptar a comunicação e as estratégias com mais velocidade e eficiência – tudo isso focando não só no produto/serviço, mas nos valores e princípios vinculados.

Mensuração de resultados 

Esse fator é óbvio, e um dos principais motivadores para a migração para o digital: a mensuração de dados e resultados no digital é muito mais precisa que no marketing tradicional. 

É possível ter em mãos uma relação direta entre o valor gasto, o resultado obtido, o público alcançado, as vendas realizadas e muito mais. 

Neste ponto, a tecnologia e automação pesam enormemente no marketing 4.0.

Fidelização

Comunicação fideliza clientes. Esse é um princípio básico do inbound marketing. E você quer clientes fiéis: eles compram mais, compram melhor e ainda divulgam gratuitamente sua marca. 

Uma boa comunicação pode criar marketing de comunidade e incentivar evangelizadores de marca. 

No marketing tradicional, o foco é a venda, sem pensar no longo prazo com o consumidor em questão, nas estratégias para garantir um retorno, nos contatos depois de finalizada a negociação.

Os múltiplos canais no marketing 4.0

Philip Kotler, especialista em marketing digital considerado responsável pelo surgimento do conceito de marketing 4.0 como estamos apresentando neste artigo, diz que: “O marketing 4.0 surge quando o offline conhece o online, o estilo conhece a substância, e as máquinas conhecem os humanos.”

Acima, apresentamos as diferenças entre o marketing tradicional e o marketing digital, mas isso não significa uma diferença entre offline e online. 

Pelo contrário, o marketing 4.0 prega justamente uma união mais homogênea entre os processos offline (ligação de venda ou orçamento) com os processos online (fluxos de nutrição de leads, campanhas em redes sociais e mais).

Alguns dos principais pilares do marketing descrito por Kotler são:

  • Consumidor no centro de tudo;
  • Trabalho com dados como ponto central das estratégias;
  • Transparência nas estratégias acima de tudo;
  • Acessibilidade e comunicação constante com os usuários;
  • Saber ouvir o mercado e ter atitudes proativas para mudar as estratégias;
  • Manter um comprometimento econômico e social;
  • Oferecer e entender segurança e privacidade. 

É possível perceber, através dos pilares, o equilíbrio entre o uso da tecnologia como potencializadora das estratégias e campanhas e o lado humano na comunicação e valores propostos.

Melhores maneiras de contextualizar o marketing 4.0

O marketing está intrinsecamente integrado à tecnologia atualmente. Se você quer ser o melhor no seu segmento, precisa entender o meio online, isso dará uma vantagem considerável às suas estratégias comparado a clientes desatualizados. 

Além disso, é preciso entender os dados gerados e saber como melhor utilizá-los para não desperdiçar tempo e recursos. 

Por isso, leve em consideração esses cinco aspectos na hora de contextualizar e desenvolver suas próximas campanhas. 

marketing 4.0 consumidor

No Marketing 4.0, o consumidor está muito mais próximo das marcas e de outros clientes através da internet.

Necessidades são importantes

O marketing 4.0 está extremamente conectado às necessidades dos consumidores. Eles não aprendem casualmente que, no momento de realizar uma compra, a empresa X está envolvida com metas de desenvolvimento social e econômico. 

Essa informação essencial que distingue um negócio precisa estar vinculada ao produto e à comunicação da marca como um todo. Consumidores hoje buscam marcas que compartilhem dos mesmos valores que eles. 

Tome apenas cuidado para não entrar em tendências tentando aproveitar a atenção dada ao assunto para depois largar a causa ou projeto assim que a atenção da mídia diminuir.

Prosumerismo

Prosumerismo pode ser definido como uma série de comportamentos e atitudes que reconhecem a maximização de benefícios materiais e imateriais. Tanto o processo de produção quanto o processo de consumo indicam o valor de um produto. 

O elemento fundamental desse conceito é o Prosumer (neologismo em inglês a partir de consumer – consumidor). 

Os clientes da atualidade esperam cooperação com o fabricante, então, oferecer essa possibilidade se torna uma das principais responsabilidades da empresa. Usuários são aqueles que primeiro introduzem inovações.

Por conta disso, no marketing 4.0, as empresas deveriam se sentir obrigadas a criar plataformas de cooperação (no marketing de comunidades, esse fomento está melhor descrito).

Integração com smartphones

Smartphones modernos estão constantemente ligados à internet e usam geolocalização. Esse conceito é baseado justamente nas tecnologias móveis. A popularidade dos smartphones fez com que as pessoas estivessem conectadas entre si, às plataformas, e com as marcas, o tempo todo. 

E dentro de uma filosofia que prega a comunicação como ponto de partida para deixar seu cliente no centro, estar no bolso e nas mãos dos potenciais clientes a todo momento é um grande avanço. 

O que levar do marketing 4.0 para sua empresa?

Se a sua empresa ainda não tem uma estratégia de marketing bem definida, comece pelo básico. 

Entenda quais são os valores e princípios essenciais da sua marca que podem ser associados aos produtos ou serviços. Em seguida, trabalhe a integração da sua empresa com as principais ferramentas de marketing digital. 

Por fim, desenvolva suas campanhas e estratégias, começando pelas personas e pelo estudo de consumidor ideal que está buscando e passando por todas as etapas de construção de um bom inbound marketing: funil de vendas, mídia paga, redes sociais e estratégias para blog.

Tem mais dúvidas? Fale com nossa equipe. Nós podemos ajudar a sua empresa a implementar o marketing 4.0.