(11) 2391-2275 - (21) 2391-7727 - (31) 2595-0730 - (32) 3026-2640 - Whatsapp: (11) 97352-2675 digital@edialog.com.br
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Avalie)
Loading...

Mark Zuckerberg ainda prova que seu tino comercial e visão estão acima da média. Três anos após a compra do Instagram pelo Facebook, em 2012, a plataforma é 33 vezes mais valiosa. À época, o valor do Instagram foi estimado em cerca de 1 bilhão de dólares. No ato da compra, o valor chegou a ser menor que o oferecido inicialmente. Hoje, apenas três após a compra da rede social por Mark Zuckerberg, o valor do Instagram é nada mais, nada menos, que 33 bilhões de dólares.

Razões do sucesso

A Cowen & Co, empresa de análises, divulgou um estudo no qual conclui que a receita do Instagram chegará a 700 milhões de dólares em 2015. Até 2020, esse número saltará para 5,8 bilhões de dólares.

valor do instagram

Retirado do Tecmundo

Mesmo tendo comprado a plataforma em 2012, foi apenas no segundo semestre de 2013 que o Instagram passou a receber anúncios e a ter seu serviço, no jargão do marketing digital, “monetizado”.

De acordo com o estudo, a previsão para esse crescimento assustador se deve ao fato de que, até lá, o número de usuários do Instagram chegará a 680 milhões (mais que o dobro de hoje, aproximadamente 300 milhões, que já ultrapassou o Twitter).

Marketing digital comemora

Com as previsões de multiplicação do número de usuários e do valor do Instagram, a plataforma torna-se ainda mais atrativa para empresas e anúncios. A adesão de milhões de usuários torna o Instagram uma ferramenta com muito potencial a ser explorado pela publicidade.

Com a introdução bem-sucedida de anúncios há quase 18 meses, a plataforma provou que seus usuários lidaram bem com a novidade. Como é gerenciado pelo Facebook, tudo indica que a publicidade terá um lugar privilegiado no Instagram para o futuro. Dessa maneira, a rede social torna-se um espaço de presença quase obrigatória para marcas que queiram se relacionar com seus clientes.

Fontes: Mashable e Olhar Digital

Leia mais no blog da E-Dialog:

2015: o ano dos vídeos no Facebook

Twitter fecha acordo para tweets aparecerem em buscas no Google

Crescimento do LinkedIn é comprovado por verba publicitária