fbpx

Case Bamaq Máquinas

Como criamos um funil de vendas Inbound para Concessionárias que teve impactos em venda no primeiro mês

Gestão de Inbound Marketing

O case da Bamaq foi construído pela metodologia de Inbound Marekting e Inbound Sales adotada pela E-Dialog. Caso queira conhecer mais sobre o serviço, basta acessar:

Sobre a Bamaq Máquinas New Holland

Em 1974 surgia a maior concessionária de máquinas New Holland do Brasil, focado nos ramos da agricultura e construção, que está presente em 16 estados brasileiros.

Além de serem referência em vendas de máquinas, também se estruturam como uma empresa focada no pós-venda, com a consultoria, assistência técnica, manutenção e vendas de peças de qualidade para as máquinas.

 

Os desafios encontrados no início do projeto

Quando chegou na agência, a maior dor da empresa era firmar seu posicionamento no mercado, principalmente pelo meio digital. Apesar de ser uma marca de tradição e muito conhecida, foi sentida a dificuldade ou até perda de espaço nos estados em que atua, com exceção de Minas Gerais, que é o estado dominado por ela. Algumas concorrentes, com até menos tempo de mercado e menor porte, alcançaram favoritismo pela grande presença, inclusive no digital, e conversa com o público-alvo. Eles não tinham esse controle do retorno digital. Apesar de já utilizarem o RD antes de chegarem na agência, não tinham controle das oportunidades captadas mensalmente, uma presença forte no digital e nem uma base com foco em operadores.

Além disso, temos ainda outra questão: por se tratar de um público muitas vezes com menos acesso a internet e computador o dia todo (operadores ficam mais nas áreas de construção, operando máquinas), toda a linguagem e distribuição tem que ser feita de forma direta e acessível, como os próprios formulários não conterem tantos campos, para não “atrapalhar” quem precisa deixar seu contato de forma rápida.

 

As soluções

O primeiro passo foi organizar o funil de vendas, estabelecendo os leads qualificados, as marcações de oportunidades e de vendas. No primeiro mês, lançamos uma campanha focada em vendas de máquinas que trouxe 159 oportunidades que foram trabalhadas pelos vendedores (um ótimo número visto que antes não eram contabilizadas). A campanha foi disseminada de forma orgânica e paga pelas redes sociais e google da marca. E, com a assertividade, repetimos a dose nos meses seguintes.

Já no segundo mês, nos preocupamos em gerar leads qualificados e lançamos duas frentes: a “Campanha do Operador” para trazer esses profissionais para a nossa base (com poucos campos no formulário incentivá-los a preencher) e o material rico sobre “Como aumentar a vida útil das máquinas” para nutrir os interessados com informações relevantes. Para o primeiro, durante a campanha, foi criado um fluxo com pesquisa para conhecer mais as características desses leads. E para o segundo, um fluxo de nutrição que terminava com um e-mail de oferta de máquina. No terceiro mês, com essas ações concretizadas, voltamos nossas ações para a marcação de vendas e entender a assertividade.

%

Crescimento de Tráfego no 1º mês

%

Vendas Inbound já no primeiro mês

Resultados

Na campanha para captar contatos de operadores conseguimos 14,56% de conversão, com 2.026 visitantes e 295 leads cadastrados. Com esse resultados, já foram enviados dois e-mails com pesquisas para entender a realidade desses operadores e também newsletter informativa. No e-book com dicas para aumentar a vida útil das máquinas, conseguimos uma conversão de 20,89%, com 493 visitantes e 103 leads cadastrados. E quem converteu, entrou em um fluxo de nutrição, sendo apresentado aos principais serviços e canais e comunicação.

Os resultados vieram desde o primeiro mês: 8.270 visitantes em junho para 13.495 no mês seguinte. Sobre as vendas, nos três meses analisados, em junho, alcançamos 7,6% das vendas vindas do digital, 6,6% em julho e 7,8% em agosto. Um ganho para uma área que até então não estava estruturada e não gerava vendas.

Solicite uma Proposta