(11) 2391-2275 - (21) 2391-7727 - (31) 2595-0730 - (32) 3026-2640 - Whatsapp: (11) 97352-2675 digital@edialog.com.br
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Avalie)
Loading...

Quem é apaixonado por futebol, ou tem qualquer outra preferência apaixonada em outro esporte, sabe como é ruim quando seu time do coração está em má fase. Uma derrota é o suficiente para nem abrir o Facebook para não ler as brincadeiras, você evita encontrar aquele seu porteiro que torce para o time rival e o cunhado não perdoa nas gozações. É insuportável.

Aos torcedores, resta ajudar o time da maneira que lhes resta: ir ao campo e empurrar o time no grito.

Pois imagine se nem isso fosse possível para você. Pior: imagine morar em um país açoitado por conflitos civis decorrentes das lutas da chamada Primavera Árabe e, por medidas de segurança, as partidas do campeonato nacional de futebol tivessem que ser disputadas com os portões dos estádios fechados. O que você, torcedor de um clube em má fase, poderia fazer?

Com muita criatividade, tecnologia – e uma boa dose de desespero – o Campeonato Tunisiano mostrou até onde a paixão esportiva pode chegar. Um tradicional clube do país, o Hammam-Lif, ÀS PORTAS do rebaixamento, levou o termo “torcedor de sofá” a um novo patamar.

Esse torcedor de sofá, no entanto, não é o termo pejorativo que damos aos torcedores que não apoiam o time e preferem ficar no bem-bom de suas casas assistindo aos jogos. Na Tunísia, o torcedor de sofá mudou o destino do time. No grito. Mas de um outro jeito…

Tetracampeão tunisiano e jogando em casa, o Hammam-Lif chegou à penúltima rodada da temporada 2012/13 precisando vencer DE QUALQUER MANEIRA o Stade Tunisien para se manter na primeira divisão. Mesmo com o estádio vazio por determinação do Governo, o clube desenvolveu um aplicativo chamado Mobilizing the 12th Man (em português, mobilizando o 12º jogador – no caso, o torcedor, pra você que não tem intimidade com o futebol).

hammam-lif

O app podia ser baixado pelos torcedores do Hammam-Lif em seus celulares para desempenharem de suas casas o que fariam na arquibancada. Ou seja: gritar, aplaudir, bater tambores, soprar cornetas, enfim. Empurrar o time!

Para isso, bastava ao torcedor selecionar a ação no app. Por exemplo, se ele queria aplaudir, era só selecionar o botão de aplauso do aplicativo. Imediatamente, as QUARENTA caixas de som colocadas ao redor do gramado reproduziam o som, criando um verdadeiro caldeirão para motivar os jogadores do clube ameaçado. O estádio, com capacidade para 18 mil espectadores, tremeu ao som de 93 mil pessoas através das caixas de som.

Deu certo?

O Hammam-Lif bateu o Stade Tunisien por 1 a 0 e, mesmo perdendo na última rodada fora de casa, salvou-se do rebaixamento e manteve-se na elite do Campeonato Tunisiano.

Uma solução genial criada para ajudar o time em extrema necessidade. No entanto, cá entre nós. A situação do Hammam-Lif era excepcional pelos estádios fechados. Que não vire moda, né?

Veja o vídeo feito pelo clube e entenda a dimensão do projeto:

Um clube bem menos desesperado, mais famoso e vitorioso que o modesto Hammam-Lif já teve uma ideia parecida. O inglês Manchester United, um dos maiores campeões do futebol mundial, já chamou seus torcedores para dentro de campo – colocando-os nas placas de publicidade. Uma iniciativa muito legal para aproximar os torcedores do United do resto do planeta para perto da cancha de Old Trafford. Ah, a era do diálogo…

Confira aqui!