(11) 2391-2275 - (21) 2391-7727 - (31) 2595-0730 - (32) 3026-2640 - Whatsapp: (11) 97352-2675 digital@edialog.com.br
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Avalie)
Loading...

Em 6 de outubro de 2014, Mark Zuckerberg arrematou de vez o Whatsapp pelo Facebook. Total da transação: singelos 22 BILHÕES de dólares. O preço inicial era de 19, mas, com o aumento das ações do Facebook na época, o preço final subiu. Afinal, ninguém é bobo. Na última semana, usuários perceberam que pessoas para as quais eles passaram o Whatsapp estavam surgindo como sugestões de amizade no Facebook, mesmo sem ter nenhum amigo em comum. Um verdadeiro beco sem saída para aquela situação na qual baladeiros se metem depois de exagerarem um pouco no fim de semana. Saiba como evitar essas mudanças no Whatsapp!

A compra do Whatsapp

As mudanças no Whatsapp começaram com a aquisição da empresa pelo Facebook. A compra foi anunciada em fevereiro. Cerca de 600 milhões de usuários do aplicativo gratuito de mensagens receberam várias notícias e boatos de pagamento do Whatsapp e o que iria ou não acontecer.

Fato é que, concretamente, nada de muito substancial foi mudado no aplicativo. As mudanças no Whatsapp se deveram mais a detalhes como a possibilidade de saber que a pessoa LEU as mensagens que você enviou.

Fonte: venturebeat.com

Fonte: venturebeat.com

No entanto, usuários vêm sugerindo que Facebook e Whatsapp estão se integrando. Apesar de negadas pela empresa de Mark Zuckerberg, as mudanças no Whatsapp estariam, inclusive, cruzando números de telefones com perfis no Facebook. O que que isso muda nas nossas vidas?

Se você passou seu número de Whatsapp para alguém, qualquer que seja o motivo (e não estamos te julgando), o Facebook estaria de olho nisso e, então, passaria a sugerir o perfil dessa pessoa no Facebook pra que você a adicione. E vice-versa. Dessa forma, a pessoa, querendo ou não, te rastreia na rede, pode saber onde você mora, trabalha, lugares que frequenta, amigos e etc.

Mas…

O Facebook emitiu uma nota garantindo que os apps não estão se mesclando. A empresa admitiu uma atualização do algoritmo usado no “Pessoas que você talvez conheça”, mas atualizando formas de rastrear pessoas mais “relevantes” para você com base em amigos, locais de trabalho, gostos e etc.

Como impedir essa confusão?

O Facebook “dedo-duro” pode estar agindo assim porque você, provavelmente, autorizou os apps do Face e do Whats a acessarem sua agenda de contatos. Assim, a rede lê seus contatos e passa a sugerir amizades no Facebook. No primeiro uso do Facebook Messenger isso pode ser definido ao responder ao pedido de sincronização de contatos.

Você pode:

– Retirar o seu número de celular da sua conta no Face em facebook.com/settings;

– Se quiser manter o número, regule quem tem acesso em facebook.com/settings/privacy;

– No Messenger, acesse as configurações e desative a opção “Contatos sincronizados”;

– No computador, acesse a página “gerenciar contatos importados do Messenger” e exclua todos;

Confira um vídeo divertido que o pessoal do Na Rua fez sobre essa confusão aqui.

Fonte: TechTudo.

Leia mais:

E-Dialog em ação: a Black Friday na Loja de Tênis

Arquibancada virtual – quais as maiores torcidas no Facebook?

4 dicas para melhorar um perfil no LinkedIn