(11) 2391-2275 - (21) 2391-7727 - (31) 2595-0730 - (32) 3026-2640 - Whatsapp: (11) 97352-2675 digital@edialog.com.br
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Avalie)
Loading...

Como ganhar dinheiro nas redes sociais? É o que se pergunta muita gente que passa o dia todo conectado. Na revista Época dessa semana, a reportagem Faça amigos, ganhe dinheiro trouxe algumas histórias de pessoas que tiveram sucesso financeiro com as redes sociais.

Com uma boa dose de iniciativa, criatividade e, claro, cara de pau, você pode receber pagamento por anúncios que veicula nos vídeos do Youtube, aproveitar os recursos do Google+, conseguir patrocínio para sua página no Twitter ou usar o curtir do Facebook como ferramenta de marketing remunerada.

A rede de publicidade online Lomadee negocia descontos com varejistas. O dono do perfil divulga as ofertas de produtos e fica com uma comissão que pode chegar até a 50% de cada compra.

Uma história de sucesso é do paulista Caio Komatsu, de 23 anos. Ele exibe oferta de produtos para os 430 mil fãs de seu blog no Facebook. Komatsu fica com uma comissão de 4% a 6% de cada compra. Ele fatura cerca de R$8 mil com o blog por mês.

Outra forma de como ganhar dinheiro nas redes sociais são os diversos serviços do Twitter. Por um valor mensal, o Twittad aluga o fundo de perfil para uma campanha. No MyLikes, o dono da conta escolhe o produto, divulga uma mensagem e ganha com cada clique. No Sponsored Tweets e no Pay4Tweet, os anunciantes escolhem os perfis alinhados com seu público.

O Youtube oferece um programa de anúncios. O dono da conta é avaliado por sua audiência e assiduidade de atualizações. Se aprovado, fica com uma porcentagem do anúncio. Há agências de publicidade especializadas no canal como a Machinima, a TGN e a Paramaker. Os clientes ganham um valor fixo a cada 1000 exibições do anúncio.

Um bom exemplo é o californiano Shane Dawson, de 24 anos. Seus esquetes de humor são vistos 431 milhões de vezes por ano e rendem US$300 mil anuais pelos anúncios que ele insere nos seus vídeos.

Também é possível ganhar dinheiro sem publicidade. Ronaldo Rocha, de 36 anos, ensinava Direito em cursos preparatórios. Há quatro meses decidiu utilizar o sistema de videoconferência do Google+ para dar suas aulas. Ele tem alunos até da Itália e chega a ganhar R$3200 por mês.

Com o Google+ também é possível dar aulas particulares para pessoas de qualquer lugar do mundo, fazer traduções e até apresentações.

O importante é ter criatividade e disponibilidade para investir seu tempo nas redes sociais e paciência para esperar o retorno financeiro que pode demorar um pouco a vir.