(11) 2391-2275 - (21) 2391-7727 - (31) 2595-0730 - (32) 3026-2640 - Whatsapp: (11) 97352-2675 digital@edialog.com.br
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Avalie)
Loading...

Já ouviu falar do Brand Equity? Muitas marcas estão trabalhando com este conceito para fortalecer o valor da sua organização para garantir maior influência no mercado e aumento nas vendas. Se você sente que o seu produto está desvalorizado e esquecido, talvez seja a hora de investir nessa estratégia. No post do blog de hoje falaremos mais sobre esse conceito dentro do branding e como potencializar os resultados dessa novidade na sua empresa.

 

O que é o Brand Equity?

Esse conceito trata do valor da marca. Sendo prático, Brand Equity diz respeito ao peso que a sua empresa tem para os colaboradores, vendedores e concorrentes. Quanto maior o Brand Equity da sua organização, melhores serão os seus resultados em marketing, relacionamento e claro, vendas.

Mas como conseguir esse feito? De forma simples: investindo em branding na sua marca! Uma empresa só será reconhecida pelas coisas certas se trabalhar por isso. Ou seja, é hora de investir em marketing digital e estratégias de relacionamento com os seus stakeholders para potencializar os benefícios que o seu produto oferece às pessoas.

 

Qual a importância do Brand Equity?

Essa pergunta tem três respostas e que significam muito para um empresário. Vamos elencar as três razões para trabalhar o valor da sua marca:

Uma marca forte influencia o mercado

Você provavelmente já viu outras desenvolvedoras de smartphones criarem modelos e funcionalidades parecidas com os da Apple, certo? Pois bem, a empresa de Steve Jobs é um exemplo de forte Brand Equity. Como ela é a especialista no que faz e a mais bem quista no mercado, tudo que é feito tende a ser copiado. Ou seja, a Apple tende a dominar o seu segmento e influenciar as ações.

Ditar as regras no mercado dá segurança para a marca trabalhar inovações mais complexas e investir em ações de marketing mais ousadas, além de assegurar que, em poucos casos, a concorrência surpreenda positivamente o público. Afinal, como uma marca forte em seu segmento, as pessoas aguardarão qual será o seu próximo passo.

 

Seu produto é valorizado pelos clientes

Usando ainda o exemplo da Apple, você já se perguntou por que tantas pessoas, mesmo sabendo que existem dezenas de aparelhos mais baratos e com funções similares disponíveis no mercado, insistem em comprar um iPhone? Porque a marca tem tamanha força que, mesmo sendo mais cara, vale a pena adquiri-la, mesmo que seja só pelo prazer de possuir um produto daquela organização. Esse é o efeito do Brand Equity sobre os consumidores. Pode parecer ilusório, mas não é.

Além do preço, uma marca que alcança essa confiabilidade pode ousar mais em seus produtos, arriscar em algumas novidades que outras empresas certamente não arriscariam. Um lançamento de uma marca forte tende a ser mais procurado e aceito pelos compradores do que o de outras.

 

A fidelização de clientes é mais fácil

“Quem usa Apple uma vez, nunca mais quer saber de outra marca”. Você já deve ter ouvido alguém falar algo parecido, não? Essa lealdade à marca faz parte do processo de fortalecimento de branding. Uma marca forte e que tem qualidade dificilmente precisa trabalhar muito para conquistar clientes e mantê-los comprando seus produtos. O Brand Equity tem esse poder de manter fiéis a um produto aqueles que se identificam com a marca e seu estilo de vida.

Um cliente fidelizado se torna um defensor da marca e quanto a isso não existem dúvidas: vai atrair mais pessoas para comprar os produtos da empresa. Esse fortalecimento é, invariavelmente, uma estratégia de vendas muito interessante e que deve ser adotado para garantir mais clientes, maior número de fidelizações e relacionamento da marca com o seu público. Vamos praticar o Brand Equity?

 

Leia outros textos do blog da E-Dialog:

– Histórias de Sucesso: Condor Relógios

– Qual a importância de um influenciador para sua marca?