Antes de mais nada, gostaria de deixar claro que estou longe de ser especialista em cinema. Entretanto, quando o assunto é filmes sobre Internet, dou meus pitacos. De acordo com a PC World, desde que Fritz Lang mostrou o robô Maria, em 1927, no clássico sci-fi Metropolis, os computadores têm sido parte da indústria cinematográfica.

A popularização da Internet, no entanto, é um fenômeno relativamente recente (a Internet em si teve seus primeiros passos na década de 60). Já no último Oscar, tivemos o ótimo “The Social Network” entre os favoritos, filme que relata o maior sucesso na Internet nos últimos tempos: o Facebook.

Para relembrar como o cinema retratou o crescimento da Internet, fomos buscar na década de 90 e no início de 2000 dois “clássicos” e uma “tragédia”.

Filmes sobre Internet

1. Matrix (1999)

De certa forma, podemos dizer que Matrix não fala diretamente de Internet. Mas o conceito do filme seria possível sem a mesma? Difícil. A Internet em Matrix evoluiu para um sistema inteligente artificialmente que dominou o planeta e transformou os humanos em meras “baterias”. Adoramos esse filme! E não é só a gente. O criador do Second Life, Philip Rosedale, conta que Matrix serviu de inspiração em sua obra. Fizeram 2 sequências mas o que vale a pena lembrar mesmo é o primeiro filme.

2. Startup.com (2001)

Lembra da “bolha do .Com” ou “bolha da Internet“, que estourou em 2000? De 1995 a 2000, o mercado de empresas focadas em Internet cresceu incrivelmente nos Estados Unidos. Entretanto, em meados de 2000, o retorno esperado não veio e as ações dessas companhias começaram a cair no mesmo ritmo em que subiram. Em 2001, a maioria estava falida. Startup.com mostra exatamente isso, acompanhando o dia-a-dia de uma novata (GovWorks.com), do crescimento astronômico à queda. Um retrato de uma era que não podemos esquecer – principalmente em nossa época, em que a Internet volta a receber enormes investimentos.

Filmes sobre Internet3. The Net – “A rede” (1995)

Alguns dizem que esse é o pior filme já feito sobre Internet (a falta de criatividade começa no título). Não assistimos muitos mas, com certeza,  esse é daqueles “esquecíveis”. A ideia do filme era mostrar que a Internet (até então uma novidade) seria um meio de o governo manter a vigilância sobre os cidadãos e também facilitaria a “perda de identidade”, uma vez que tudo seria virtual. Sobra para Sandra Bullock, que recebe um tipo de programa que dá acesso a todos computadores do governo – e, claro, os bandidos vão atrás da moça. O filme rendeu cerca de 100 milhões de dólares e até uma série de TV em 2008 que não passou da primeira temporada. Apesar da bilheteria, as bizarrices não compensam!

 

Published On: agosto 3rd, 2011 / Categories: Internet, Opinião / Tags: , , , , , /

Subscribe To Receive The Latest News

Curabitur ac leo nunc. Vestibulum et mauris vel ante finibus maximus.

Thank you for your message. It has been sent.
There was an error trying to send your message. Please try again later.

Add notice about your Privacy Policy here.