(11) 2391-2275 - (21) 2391-7727 - (31) 2595-0730 - (32) 3026-2640 - Whatsapp: (11) 97352-2675 digital@edialog.com.br
1 vote, average: 5,00 out of 51 vote, average: 5,00 out of 51 vote, average: 5,00 out of 51 vote, average: 5,00 out of 51 vote, average: 5,00 out of 5 (1 votos, média: 5,00 de 5, avaliações)
Loading...

O Vídeo marketing é a forma de utilizar o conteúdo audiovisual para a estratégia de alcançar e fidelizar clientes. Esse recurso de comunicação tem sido muito procurado pelos usuários da internet para diversos objetivos. Entre eles, estão a obtenção de informação, entretenimento, diálogo sobre determinado assunto e até mesmo para entender um exemplo de algo que as palavras não conseguem explicar completamente.

Por conta disso, e também pela interatividade que os vídeos proporcionam ao conteúdo, as projeções apontam que, em 2020, os vídeos somarão 80% do tráfego dos usuários na web. Saiba mais no blog sobre as tendências do marketing digital em 2018.

Então se a sua empresa deseja produzir vídeo marketing de qualidade, que converta em vendas, confira todas as dicas deste blog e compartilhe com a equipe do seu negócio.

Foto de câmera gravando vídeo marketing. Homem de terno ao fundo segurando um relatório

1. Diferencial

Sabemos que o número de produtores de conteúdo em vídeo é alto e cresce a cada dia. Portanto, para se destacar entre todas as possibilidades oferecidas ao usuário, é necessário ter um diferencial. Isto é: o que faz com que seu vídeo seja diferenciado dos demais, para que as pessoas escolham assistir justamente a ele?

Para responder tal questão, é necessário estabelecer a identidade da marca nos vídeos. Ou seja: a linguagem, formato, assunto, forma de transmitir a informação e thumbnail. Explicaremos melhor alguns desses tópicos ao longo do blog. Mas o que você precisa saber inicialmente é que cada item é de grande importância para a criação da sua comunidade no YouTube ou outra plataforma de divulgação de vídeos.

O público precisa identificar esse padrão nos conteúdos de vídeo marketing e, assim, criar uma relação de confiança com a marca. Ao elaborar essa identidade, você deve traçar o perfil do público que deve receber esse conteúdo.

Não tenha medo de mudanças

Apesar de sabermos a importância de uma identidade definida, as mudanças são sempre bem-vindas. Com o tempo, o vídeo marketing pode evoluir com o aperfeiçoamento da marca. Nesse ramo, costumamos dizer que feito é melhor que perfeito. E o que isso significa?

Para começar, basta ter um conteúdo de qualidade para compartilhar. Caso você espere encontrar o melhor cenário e equipamentos, nunca dará início à produção. Isso porque os vídeos sempre podem ser melhorados, e a cada dia surgem tecnologias que profissionalizam a gravação e a edição.

Porém, o melhor é começar com o que você tem e se aperfeiçoar de acordo com os resultados. A reação do público mostrará qual estilo é o melhor para as necessidades dele e, assim, você muda aos poucos.

O principal é manter o conceito e o tema inicial. Para empresas, essa questão é ainda mais fácil, pois cada negócio já sabe o perfil dos consumidores e as dúvidas frequentes deles. Uma dica é consultar a equipe comercial e entender como o vídeo marketing pode auxiliar o trabalho desses profissionais. Tanto para necessidades dos clientes quanto em argumentos que possam convencer as pessoas a contratarem seus serviços ou produtos.

2. Roteiro

No RD On The Road BH 2018 o palestrante Camilo Coutinho pontuou a importância do roteiro bem feito. E ele deve ser pensado antes da gravação, e não depois para a edição. Com um roteiro bem definido, a produção do vídeo marketing será muito mais assertiva. Além disso, a filmagem poderá ser guiada de acordo com o mesmo e refeita, caso não esteja seguindo o que foi traçado. Mas o que deve ser inserido nele?

O bom roteiro deve, primeiramente, ser útil para o espectador. Portanto, logo no início do vídeo, deve ser mostrado como o mesmo ajudará o usuário. Em seguida, o ideal é ter objetividade no conteúdo. Nada de enrolação ou fuga do assunto para aumentar o tempo de vídeo e atrair a pessoa até o fim. Esse estratégia, muitas vezes, gera o resultado oposto.

Do contrário, ao ter uma linguagem direta e ir ao ponto que esclarece dúvidas do público, o vídeo marketing tem a maior chance de se tornar um conteúdo mais visto e compartilhado. Lembrando que o importante não é apenas a quantidade de visualizações, como também a relevância.

Foto de pessoa escrevendo roteiro de vídeo marketing

3. Contexto

Esse ponto tem muito a ver com o tópico 1, no qual abordamos a identidade. Nesse caso, o contexto do vídeo marketing diz respeito ao tema do canal. Seja no Youtube, Facebook, IGTV ou outra plataforma, esse ponto é fundamental. Quer um exemplo prático?

Se você gravar um vídeo ensinando a usar um produto da sua empresa, outro reagindo a um vídeo e outro com um tutorial de vídeo-game, sabe qual será o resultado? A ferramenta de publicação não identificará o objetivo do seu canal. Além disso, o público ficará confuso sobre a utilidade de seus vídeos para ele.

Outro ponto é que, com o vídeo marketing, você pode ter diversos objetivos. Porém, o que rodeia todas as empresas é o de se tornar um canal de referência sobre determinado assunto. Dessa forma, estabelecer o tema ajudará bastante nesse quesito.

O bacana do formato atual dos canais é que o produtor de conteúdo não precisa necessariamente ter apenas um estilo de vídeo. Com as playlists, você pode criar diversos tipos dentro do foco da marca, como por exemplo:

  • Entrevistas
  • Vlogs
  • Desafios
  • Tutoriais
  • Resenhas

Essas são apenas algumas das diversas opções que temos acerca dos vídeos.

4. Vídeos ao vivo

As transmissões ao vivo são formas de conquistar credibilidade, aumentar o público e incentivar o engajamento de forma instantânea. Esses dados envolvem, principalmente, marcas que desejam atingir clientes por meio do vídeo marketing.

Isso porque, com esse recurso, a empresa consegue dialogar diretamente com o público. Essa ação aumenta o alcance e interação dos usuários. De acordo com os estudos abordados no marketing 4.0, os consumidores têm a necessidade de se aproximarem das empresas das quais farão uma compra. Então a iniciativa é uma maneira prática de responder dúvidas, anunciar novidades e abordar os mais variados temas para os espectadores.

Além disso, todos querem ver o lado mais humano das marcas. Ou seja, conhecer os bastidores, quem está por trás das criações e entender o que a empresa tem de diferente das outras.

Outra questão que faz com que os vídeos ao vivo sejam excelentes alternativas é o investimento. Eles podem ser feitos com pouco recurso e têm um excelente resultado. Inclusive, essa é uma das estratégias utilizadas por profissionais de Growth Hacking.

Foto de uma mulher gravando vídeo para o youtube. Dica de vídeo marketing sobre transmissão ao vivo

5. Otimização

Nem sempre a melhor estratégia é criar um vídeo do zero. Caso a sua marca já tenha um canal, seja no Youtube, Facebook, IGTV e outras, você pode otimizar vídeos antigos. Sabe por quê?

Mais da metade das visualizações no YouTube vêm do algoritmo de descoberta de vídeo. Ou seja, essa origem é o segredo para que o canal cresça de forma massiva na plataforma. E é justamente a otimização que pode contribuir – e muito – para esse crescimento!

Agora focando diretamente no YouTube, não é preciso ter um grande número de inscritos para alcançar excelentes resultados. Essa aparição na sugestão pode ser a chave para o aumento exponencial das visualizações e, consequentemente, monetização. No caso do vídeo marketing, essa questão também atrai diversos clientes interessados no conteúdo da marca.

Fique de olho nos temas que estão em alta para saber se vale a pena repaginar um vídeo antigo ou criar um novo. É claro que isso depende do foco da marca e se o mesmo se encaixa nesse assunto. E como otimizar?

Para realizar essa ação, a principal questão é alterar thumbnail. Uma imagem chamativa e que leve para o principal momento do vídeo atrai bastantes descobertas. Depois, atualizar os textos de acordo com as técnicas de SEO para YouTube também é fundamental. Além disso, é claro que o título é um ponto chave para a atração da audiência certa. Por fim, a criação de playlists também melhora o crescimento do canal de forma orgânica.

6. Influenciadores

Sabemos que os influenciadores têm uma grande importância na decisão de compra dos consumidores. 90% dessas decisões começam em um celular. Atualmente as pessoas buscam informação no Google ou YouTube. Mas qual é o papel dos influenciadores nisso?

Pois bem. Lembra do que dissemos acima sobre ter uma identidade? Os influenciadores têm um nicho bem definido sobre o assunto que dominam. Eles formam uma comunidade fiel, que confia em suas recomendações. Isso porque consome seus conteúdos e se identificam com o padrão de linguagem e até mesmo de vida que o profissional compartilha.

A gama de segmentos da internet é imensa, e você precisa encontrar a figura que reúne o público ideal para a sua marca. Com a participação de um influenciador, seu vídeo marketing será divulgado para um número maior de pessoas, além de ter uma autoridade no assunto. Porém, é preciso tomar cuidado e identificar aqueles que têm seguidores reais, já que a compra dos mesmos é tão fácil no mundo digital.

Essa identificação pode ser feita por meio da observação de questões como o engajamento nas publicações orgânicas. E ainda, o influenciador precisa compartilhar cases que funcionaram bem com outras empresas. Ou seja, mostrar o número de pessoas atingidas e as vendas convertidas por meio da ação que participou.

7. Mensuração de resultados

Esse ponto é, com certeza, um dos mais importantes desse blog. Marketing Digital sem mensuração de resultados não tem sentido. O mesmo se aplica ao vídeo marketing, que está inserido nessa área.

Para colocar em prática todas as dicas mencionadas acima, você precisa mensurar os resultados! As plataformas da web dão ferramentas para essa análise e, com ela, é possível criar ou modificar estratégias. O Facebook  oferece uma base muito boa de dados, e você pode aprender a ler os mesmos no eBook Facebook Analytics.

No Instagram, também estão as métricas relacionadas ao público em geral e a cada post. Já no Youtube, essa mensuração é a ainda mais detalhada, por meio do Youtube Analytics. Com ele, você consegue medir o desempenho do canal e dos vídeos, de forma individual. A ferramenta apresenta relatórios atualizados de diferentes termos, como: tempo de exibição, origens de tráfego e informações demográficas.

Conheça a plataforma na qual geramos todos os relatórios da E-dialog: Reportei

Promova seu vídeo marketing

Após produzir e publicar o vídeo marketing, entra a etapa da divulgação. Para isso, a primeira parte é sobre as postagens nas redes sociais em que a marca e, principalmente, o público ideal, se insere. E a primeira dica para esse post é a imagem do mesmo. Você sabe qual é o melhor tipo de foto para Instagram e Facebook? Clique aqui e descubra.

Outra dica essencial para que seu vídeo marketing alcance um grande público, e de forma segmentada, é a criação de anúncios. Porque sabemos que o alcance orgânico é bastante raro em páginas comerciais e, por isso, investir no impulsionamento é necessário. Aprenda nos artigos abaixo a anunciar nas diferentes redes sociais: