(11) 2391-2275 - (21) 2391-7727 - (31) 2595-0730 - (32) 3026-2640 - Whatsapp: (11) 97352-2675 digital@edialog.com.br
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Avalie)
Loading...

Uma das situações que mais encontramos na área de comunicação digital são as de pessoas e empresas perdidas frente a todas possibilidades que a Internet proporciona. Preciso de um site? Em quais redes sociais devo estar? O que faço com as informações divulgadas a meu respeito? São várias dúvidas.

Afinal, recentemente começamos a pensar a Internet como um canal de promoção e relacionamento. Há poucos anos, sequer imaginávamos que o meio digital seria tão essencial quanto é hoje. Em outubro de 2010, uma pesquisa indicou que o brasileiro gasta mais de 4 horas por mês, só em redes sociais – e olha que tem gente que gasta isso por dia.

Mas diante de tal situação, o que fazer? Separamos 3 dicas que podem lhe ser úteis:

1) Saiba o que estão falando de você e onde você (ou sua marca) estão presentes

O primeiro passo é simples. Acessar o Google e digitar seu nome entre aspas. Dessa maneira, você encontra todas as menções diretas ao seu nome. Por exemplo, ao procurar Renan Caixeiro, surgiram milhares de resultados – muitos deles não relacionados a mim e sim a Renan ou somente a Caixeiro. Ao digitar “Renan Caixeiro”, são encontradas 5 vezes menos links, todos relacionados diretamente.

Dessa forma, você poderá saber melhor o que tem sido distribuído a seu respeito. E com essas informações reunidas, é hora de agir.

2) Tenha uma central de informações online

Pode ser um blog, um site, os dois ou uma rede social. Se você quer marcar sua presença na Internet é essencial ter um centro de referência. Assim como temos nossa casa “real”, é importante ter uma casa “virtual”. Um lugar onde podemos encontrar informações oficiais e onde podemos encontrar você. Sem essa referência, oportunidades poderão ser perdidas. Tenha sempre em vista o Google e outros mecanismos de pesquisa como o Bing. Eles vão indicar os assuntos que mais se relacionam ao seu nome ou marca.

A central de informações faz com que você tenha mais controle sobre sua imagem – afinal, você divulgará o que quiser. Se possível, mantenha essa central integrada com o que é dito sobre você na Internet, através de links. É uma parte do que chamamos de Comunicação Integrada. De um ponto você pode chegar a todos e de todos você pode chegar a um – uma arma importantíssima na transmissão de mensagens.

3) Tenha um plano ou uma estratégia

Muitas pessoas têm seus blogs, estão nas redes sociais e acham que não precisam de estratégia ou de refletir sobre isso. Mas você já parou para pensar no porquê de estar nessas redes? Todos temos um motivo. E esse motivo é nosso objetivo, nossa meta.

Muitos estão na Internet para manter contato com amigos, consumir informação e, por exemplo, procurar emprego. Naturalmente, assumimos algumas posturas, de acordo com nosso objetivo. Alguns direcionam seus perfis para relacionamentos, postando várias fotos, escrevendo sobre seu dia-a-dia, etc. E aí, essa pessoa pode decidir que quer buscar um emprego com ajuda da Internet. Será que essa pessoa já pensou: se estou procurando um emprego, serei vista pelos empregadores, logo, terei que sair da comunidade “Odeio trabalhar nas segundas-feiras”. E se ela não pensou nisso e a comunidade está lá?

Uma pesquisa internacional lançada no ano passado revelou: 92% dos profissionais da área de RH pretendem contratar com auxílio das redes sociais, como Twitter, Facebook e LinkedIn. No caso citado acima, o resultado poderia ser a eliminação em um processo seletivo.

Se para pessoas “comuns” isso existe, imagine profissionais e empresas que dependem da imagem para ter sucesso.

Você não precisa de um plano altamente complexo, principalmente se está começando. Apenas entenda quais são seus objetivos e trabalhe para que suas referências na Internet indiquem isso. Não basta estar presente, como aprendi com o Professor Dr. Manoel Marcondes Neto, é preciso ter uma “presença competente na Internet”.

Obs.: Caso você não tenha um bom plano (principalmente no caso de empresas), não mergulhe na Internet. Pesquise antes.