fbpx

Como caracterizar um site ou uma determinada aplicação como rede social ou mídia social? Para entender isso, fomos buscar no meio acadêmico algumas explicações.

Um artigo de Danah Boyd e Nicole Ellison de 2007 define o que seria a rede social na Internet. De acordo com as pesquisadoras, as redes sociais (social networks) permitem:

1) A construção de um perfil público ou semi-público através de uma página pessoal;

2) Articular uma lista de usuários com quem é dividida uma conexão;

3) A possibilidade de visualizar as conexões dos demais integrantes da rede social.

“O que faz os sites de redes sociais únicos não é o fato de eles permitirem a indivíduos conhecer ‘estranhos’, mas sim por que eles possibilitam aos usuários articular e tornarem visíveis suas redes sociais” (Tradução nossa).

Para complementar os tópicos acima, há também uma ótima explicação apresentada pela pesquisadora brasileira Raquel Recuero.

“Uma rede social é definida como a junção de dois elementos presentes no ciberespaço: atores, que são a representação de pessoas, instituições ou grupos, e suas conexões, que são os laços sociais e as interações”.

Tal afirmação está no artigo “Diga-me com quem falas e dir-te-ei quem és: a conversação mediada pelo computador e as redes sociais na internet”, na Revista FAMECOS, edição 38, de 2009.

Existem ainda outras definições, algumas mais detalhadas, outras mais diretas. As que citamos acima, em conjunto, formam o que acreditamos ser o mais completo. E de certa forma, indicam o motivo de termos nomeado a empresa como E-Dialog, uma vez que apontam o diálogo entre os internautas é o elemento-chave para a formação das redes sociais ou mídia social.