(11) 2391-2275 - (21) 2391-7727 - (31) 2595-0730 - (32) 3026-2640 - Whatsapp: (11) 97352-2675 digital@edialog.com.br
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Avalie)
Loading...

O Facebook está testando uma nova forma para o compartilhamento de links. Nos EUA, alguns usuários de iOS puderam experimentar, ao atualizar o status, a opção “add a link”. Clicando nessa opção, o compartilhamento de links torna-se mais fácil – a plataforma oferece a possibilidade de encontrar links sobre um determinado assunto sem sair do Facebook.

Dessa forma, a rede facilita o compartilhamento de links para usuários que estiverem acessando o Facebook de dispositivos móveis. O objetivo, de acordo com a rede social, é esse. No entanto, pode-se vislumbrar o real interesse do Facebook em facilitar o compartilhamento de links.

compartilhamento de links

Demonstração de como funciona a nova ferramenta de compartilhamento de links

 

Trazer a internet para dentro do Facebook

Depois de ir agregando diversos elementos que internautas buscam na web – fotos, grupos de discussão e chat – o Facebook avançou ainda mais a partir do ano passado. A intenção é óbvia, é a meta de qualquer um na internet: aumentar o tempo em que o usuário passa navegando dentro da plataforma.

No ano passado, o Facebook passou a privilegiar o alcance de vídeos nativos na rede social atacando, dessa forma, o Youtube. A ideia do Facebook é eliminar o Youtube da relação entre seus usuários e os vídeos que eles desejam assistir. De lá para cá, o número de vídeos postados no Facebook aumentou em mais de 80%.

Agora, a ofensiva parte para qualquer site produtor de conteúdo. Ao invés de o usuário ter que passar tempo fora da rede social para o compartilhamento de links, ele poderá buscar esse conteúdo a partir do próprio Facebook.

Outros benefícios (para a rede social)

Além de aumentar o tempo de experiência do usuário dentro da própria plataforma, o Facebook anunciou que já indexou mais de 1 trilhão de links à ferramenta. Essa é mais uma arma para a rede social entender as preferências de seus usuários, uma forma de otimizar a segmentação do que aparece ou não na sua timeline e incluir publicidade ao lado de links compartilhados.

O que você acha dessa novidade? Boa ou ruim?

Fonte: TechCrunch

Leia mais no blog da E-Dialog:

5 dicas para patrocinar posts

8 dicas para melhorar seu canal no Youtube

Os 10 erros gramaticais mais comuns – e a importância de corrigi-los