(11) 2391-2275 - (21) 2391-7727 - (31) 2595-0730 - (32) 3026-2640 - Whatsapp: (11) 97352-2675 digital@edialog.com.br
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Avalie)
Loading...

Sabemos que o Google, utiliza vários critérios quando alguém realiza uma pesquisa no seu buscador. Ele leva em conta centenas de critérios orgânicos e pagos para classificar os resultados.  Andrey Lipattsev, do Google, revelou quais são os 3 principais sinais de classificação no algoritmo do Google para ranquear sites nas buscas: Links, Conteúdo e RankBrain.

#1 Links: O link building é uma prática feita para conquistar mais links de domínios relevantes para o seu site. Ele também contribui com os links recebidos por páginas, que é outro fator para medir o ranqueamento no Google e também com um indicador próprio, o Page Authority (PA). Logo, ele ajuda a melhorar diretamente dois fatores dos mais importantes.

É possível fazer Link Building dentro do seu próprio domínio, incluindo links internos em suas próprias páginas ou  fazer externamente (esse é o que mais conta). Nesse caso você deve ser ativo na busca de parcerias para conseguir links “naturais” para o seu site.

O Guest Post é uma excelente forma de conquistar links saudáveis de outras páginas. É a prática de publicar um artigo como convidado em outro site e redirecionar um ou mais links para o seu domínio.

#2 Conteúdo:   O Google usa dois algoritmos para  ranquear conteúdo. O Panda e o Hummingbird são os algoritmos do Google que tiveram mais impacto sobre os conteúdos, mas o Hummingbird é o algoritmo que trabalha com a semântica pro conteúdo e isso faz uma diferença muito grande na qualidade das buscas. Baseado no estudo da Search Metrics sobre fatores de ranqueamento, dois pontos são relevantes o  Proof Terms e Relevant Terms.

 Proof Term: São palavras que o Google espera encontrar nesse texto que estão diretamente relacionadas com o assunto do termo, como o assunto da keyword utilizada ou com o assunto daquele texto. Ele determina algumas palavras que podem ter afinidade com a sua palavra de busca. Através de todo o conhecimento que ele tem na sua base de dados ele seleciona as palavras que estão fortemente relacionados com o seu assunto e seleciona aquele texto como item da sua busca.

Relevant Terms:  São os termos que isoladamente não têm a ver diretamente com o assunto, mas o Google também espera que apareçam nesse texto. Por exemplo, quando você pesquisa alguma receita de bolo de chocolate no Google ele cruzará as proof terms com os relevantes terms. As palavras Forno, travessa, ingredientes, não são proof terms de uma receita, mas certamente aparecerão em todas as receitas que você procura.  Quando o Google faz esse tipo de cruzamento semântico ele começa a entender se seu conteúdo é de qualidade ou não é de qualidade. Da mesma forma que ele analisa cruzando os dados e qualificando sites, ele também desqualifica quando cruza dados e percebe que em determinado site o conteúdo semântico não está alinhado com os demais.

#3 RankBrain:  RankBrain é o nome do  sistema de busca do Google que utiliza inteligência artificial e machine learning (máquinas aprendendo sozinhas) que ajuda a processar os resultados das buscas. Um método ou forma, onde o sistema (algoritmo – cérebro) aprende, interpreta e define sozinho quais resultados são mais relevantes para o usuário. O sistema foi criado porque diariamente 15% das pesquisas são novas, criando a necessidade de criar um sistema capaz de entender isso sozinho.

O RankBrain foi projetado para ajudar a interpretar melhor essas pesquisas entregando os melhores resultados de busca para o usuário. Ele pode ver padrões entre pesquisas complexas, que aparentemente são desconexas, e entender qual é a semelhança entre elas. O aprendizado, permite que o algoritmo possa compreender melhor futuras pesquisas complexas e se elas estão relacionadas a algum tema específico. Em relação aos fatores de posicionamento o RankBrain, segundo Corrado, Engenheiro Senior da Google, ele já é o terceiro mais importante das buscas no Google.

Os fatores de classificação e ranking do Google são normalmente alinhados aos conteúdos, como palavras chave, autoridade do domínio e uma outra série de fatores. Esses fatores também podem estar conectados ao usuário, como por exemplo, onde esse usuário está localizado ou o histórico de buscas dele. RankBrain pode ser capaz de indicar melhor qual o tipo de conteúdo de cada página do que os outros algoritmos já existentes.

Fonte: Searchnewsbrasil

Quer ler outros textos da E-Dialog?

-5 dicas para patrocinar posts

-4 resoluções de Inbound Marketing para você manter em 2016 

-Como usar remarketing para minha empresa?