(11) 2391-2275 - (21) 2391-7727 - (31) 2595-0730 - (32) 3026-2640 - Whatsapp: (11) 97352-2675 digital@edialog.com.br
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Avalie)
Loading...

Não que ninguém soubesse que isso certamente iria acontecer. Mas a notícia da morte de Steve Jobs em muito pouco tempo tomou conta das redes sociais com uma rapidez e números impressionantes.

Para quem estava online por volta das 20h de ontem, dia 5 de outubro, foi fácil acompanhar a evolução da notícia. Alguns boatos, postagens tímidas no Twitter, perguntas. Ninguém parecia acreditar. Falando assim, parece que foi muito tempo, mas em apenas 10 minutos a notícia oficial foi divulgada e não havia outro assunto na rede (até porque se houvesse ele não seria notado).

#RIPSteveJobs entrou no topo dos Trending Topics mundiais e continua em destaque até agora, seguidas de homenagens dos fãs como “ThankYouSteve” ou “iSad”. As palavras “iDead”, iHeaven e “iClouds” também aparecem entre as mais repetidas na rede social, além de expressões de Jobs como Stay Hungry ou Think Different.

O termo “Jobs” correspondeu a mais de 17% de todas as postagens no microblog.

A timeline do Facebook demorou um pouco mais a ser invadida pelas mensagens emocionadas dos fãs e os links da página oficial da Apple com a homenagem a Jobs. Mas não ficou para trás. Inúmeras páginas de agradecimento ao criador da Apple e da Pixar foram criadas. O grupo da Apple no Facebook, que conta com centenas de milhares de fãs, está repleto de mensagens e o famoso discurso de Jobs na Universidade de Stanford em 2005 é um dos vídeos mais compartilhados pelos usuários.

 A repercussão

– São mais de 4.640.000 resultados no Google para a busca “morte Steve Jobs”. E o número não para de aumentar;

– No YouTube são milhares de resultados para a mesma busca. A pesquisa no site, “Steve Jobs Died” faz disparar o número de vídeos feitos por fãs e publicados recentemente.

Bill Gates lamentou a perda de Steve em seu Twitter: “O mundo raramente viu alguém que tenha causado um impacto tão profundo”.

Zuckerberg também homenageou o líder: “Steve, obrigado por ter sido um mentor e amigo. Obrigado por mostrar que o que você constrói pode mudar o mundo. Vou sentir sua falta”.

– Até mesmo o Google lançou uma singela homenagem, postando o nome de Steve com link para o site da Apple, o que impressionou a muitos.

 

Sem dúvida,  o assunto mais comentado: “o mundo amanheceu menos genial hoje”.